Depoimento de vítima de violência doméstica sensibilizou os presentes à sessão da Câmara Municipal de Barueri

Um grupo de integrantes do Conselho Municipal da Mulher de Barueri participou da sessão da Câmara na terça-feira, 4, para apresentar aos vereadores e à população o Plano Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres de Barueri.

Vestidas de preto, em sinal de luto, as conselheiras fizeram uma manifestação para chamar a atenção sobre a necessidade da união da sociedade no combate à violência sofrida pelas mulheres.

“Precisamos do apoio do Poder Legislativo e da sociedade civil para trabalharmos os cinco eixos estabelecidos em benefícios das mulheres”, disse a presidente do órgão, Fabíola Sarcinella. Os cinco pontos mencionados por ela são: proporcionar autonomia, educação e inclusão social para mulheres; enfrentamento do racismo, sexismo, leslofobia e homotransfobia; lutar pela saúde da mulher, direitos sexuais e reprodutivos; acesso ao esporte, cultura, comunicação e mídia; enfrentamento a todas as formas de violência contra a mulher.

O depoimento de Talita Oliveira, vítima de violência doméstica, sensibilizou a todos com sua história de vida, em que sofreu agressão física do ex-companheiro, chegando a ficar com o rosto desfigurado. Atualmente, luta para conseguir a reconstrução da face e para se recuperar dos danos psicológicos. “O ciclo da violência não começa com um tapa. A mulher recebe uma série de agressões, inclusive a psicológica. Que toda a sociedade de Barueri lute contra este mal que acontece na vida de muitas mulheres. Que nossa cidade sirva de exemplo nessa luta”, disse.